S. Martinho de Tours, Padroeiro de Outeiro Maior

Hoje o dia é de festa, pois comemoramos um dos santos mais populares da Igreja Católica, São Martinho, que surge, na tradição popular associado ao magusto, onde se comem as castanhas e se prova o vinho novo. Associado a este dia temos, ainda, o verão de São Martinho. 
 

De soldado do Império Romano a Bispo da Igreja Católica  

Nasceu na Panónia, atual Hungria, no ano 316, numa família pagã do Império Romano, o facto de o pai ser soldado levou a que Martinho integrasse também o exército romano.  

Relata Sulpício Severo que, certa vez, quando militar, mas ainda não batizado, Martinho partiu em duas partes seu manto para dá-lo a um pobre. Após este episódio Jesus aparece-lhe durante a noite e diz-lhe: “Martinho, principiante na fé, cobriu-me com este manto”. Então, Martinho foi batizado, embora já há muito vivesse como cristão. Anos mais tarde deixa o exército para, como terá referido o próprio, deixar de estar ao serviço do imperador e passar a estar ao serviço de Deus. 

Com a ajuda do Bispo Hilário, Martinho tornou-se monge, fundador do primeiro mosteiro na França e, depois, sacerdote, que formava outros para a contemplação e, ao mesmo tempo, para a missão de evangelizar os pagãos, sendo, por isso, um dos grandes evangelizadores da Europa pagã. 

Mais tarde São Martinho torna-se Bispo de Tours. Continuou, mesmo assim, a fundar outros mosteiros, a fim de melhor evangelizar a sua Diocese. 
 

Padroeiro de Outeiro Maior 

A Paróquia de Outeiro Maior tem como Padroeiro São Martinho, sendo a única do Arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim com este orago. Quando falámos do concelho de Vila do Conde temos também Guilhabreu e Fornelo, já na Diocese do Porto. Na Arquidiocese de Braga são 60 as paróquias com este orago. É forte e antiga, por isso, a presença da devoção a este santo do século IV na nossa região. 

A Paróquia de Outeiro Maior surge em documentos do século XII, mas no século X existiria já uma igreja. Desde a sua origem conhecida tem como orago São Martinho, sendo que nas Inquirições de 1220 surge denominada como “São Martinho de Entre Ave e Este”, fazendo referência ao Padroeiro, São Martinho, e aos 2 rios existentes próximos desta terra, o rio Ave e o rio Este.  

O nome do Padroeiro surge sempre mencionado nas referências a Outeiro ao longo dos séculos, sendo que apenas no século XIX, com a reforma administrativa e a criação das Juntas de Paróquia, surge o nome Outeiro Maior, em 1837, sem referência ao Padroeiro. Contudo, até hoje a freguesia continua, frequentemente, a ser referida como São Martinho do Outeiro ou simplesmente São Martinho. 
 

Santo Popular 

A tradição popular acabou por associar este santo às castanhas e à prova do vinho novo, no que se popularizou como magustos, fruto da época em que se festeja, encontrando paralelo na tradição apenas com os santos populares de junho. 

Eis alguns dos muitos ditados/provérbios associados a São Martinho e prova da sua popularidade: 

Martinho bebe o vinho, deixa a água para o moinho. 
No dia de São Martinho, fura o teu pipinho. 
No dia de São Martinho, come-se castanhas e bebe-se vinho. 
No dia de São Martinho, lume, castanhas e vinho. 
No dia de São Martinho, mata o teu porco, chega-te ao lume, assa castanhas e prova o teu vinho. 
No dia de São Martinho, mata o teu porco e bebe o teu vinho. 
No dia de São Martinho, vai à adega e prova o teu vinho.. 
Pelo São Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho. 
Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo São Martinho. 
Verão de São Martinho são três dias e mais um bocadinho. 

O Verão de São Martinho existe mesmo 

Nesta altura do ano temos habitualmente uns dias de sol, interrompendo o típico tempo de outono. Lendas à parte, há uma justificação meteorológica para o bom tempo que se faz sentir por estes dias. O período em que estamos corresponde, assim, a um intervalo de flutuação meteorológica entre duas estações: tivemos o verão, veio o equinócio de outono e agora a Terra prepara-se para o inverno. Ora, a atmosfera movimenta-se em função da energia solar que absorve e que depende da estação do ano. Durante o verão, a atmosfera terrestre absorve mais energia solar do que aquela que perde. Mas durante o inverno passa a acontecer o contrário. Entre um e outro momento, a atmosfera da Terra ajusta-se para garantir um equilíbrio energético e então podemos assistir a fenómenos atípicos para a época como este. 
 
Padroeiro celebrado em Outeiro Maior

A Paróquia de São Martinho de Outeiro Maior comemora o seu Padroeiro com Eucaristia Solene hoje, dia 11, às 20:00h na Igreja Paroquial. No fim de semana as comemorações continuam com o Sagrado Lausperene, com Missa sábado às 19:00h, seguida da Exposição do Santíssimo. O Lausperene encerra com Eucaristia Solene domingo, às 11:00h. 

Legendas fotos:  
- Imagem de São Martinho (séc. XIX?), antiga Igreja de São Martinho de Outeiro Maior; 
- Imagem nova de São Martinho (século XX), na Igreja Paroquial de São Martinho de Outeiro Maior. 

Informações Úteis
O Tempo
Farmácias
Hospitais
Bombeiros

Contactos

Outeiro Maior

Rua Aldeia Nova, 417

4480-330 Outeiro Maior

Tel. +351 252 653 099

Fax +351 252 653 099

executivo@uf-bagunte-ferreiro-outeiro-parada.pt

Bagunte

Rua da Igreja, 98

4480 -214 Bagunte

Tel. +351 252 652 107

executivo@uf-bagunte-ferreiro-outeiro-parada.pt

Ferreiró

Largo Trindade, 75

4480-250 Ferreiró

Tel. +351 252 657 636

executivo@uf-bagunte-ferreiro-outeiro-parada.pt

Parada

Avenida do Monte, 149

4480-340 Parada

Tel. +351 252 657 635

executivo@uf-bagunte-ferreiro-outeiro-parada.pt